Redação

Tópicos

Treinador do FC Porto deixou notas sobre Luis Díaz, falou sobre a “mudança” da eliminatória para Sevilha e afirmou: “Preferia que o Chelsea tivesse vencido o último jogo”.

Sobre a posição de Luis Díaz: “É uma boa pergunta, porque eu posso querer que um ala fique mais aberto ou jogue mais por dentro. Isto não tem a ver com ser extremo ou avançado, tem a ver com o espaço que o jogador ocupa quando temos a bola e como se podem potenciar as qualidades do Luis. Amanhã, brand se verá, se temos um Luis a explorar da melhor forma as suas qualidades e capacidade, mas não é só ele, são todos os ‘Luis’ da equipa. E perceber como podemos ferir as fragilidades do adversário. Não tem a ver com extremo ou avançado, tem a ver com o espaço que ocupa.”

Jogar a eliminatória em Sevilha: “Já perguntaram ao Pepe sobre jogar em Sevilha, não jogar no Dragão… Claro que gostaríamos de jogar na nossa casa, onde temos as nossas cores e a força do azul, dos dragões no balneário… mas isto é como uma casa. Se olharmos para uma casa, ela faz sentido com a família lá dentro. Mas de há um bom tempo a esta parte, a nossa família, os adeptos, tem estado fora. Acho que não faz grande diferença jogar fora do Dragão. Agradecemos o apoio, está sempre presente, gostava de ver também no próximo jogo com o Tondela, em todos os jogos. Têm sido incansáveis no apoio à equipa, é aquilo que tentamos levar para o campo. Só assim conseguimos fazer jogos como já fizemos.”

Chelsea perdeu por 5-2 no fim e seman: “Vocês sabem que o Thiago Silva foi expulso e isso acaba brand por condicionar o resto do jogo, antes, o Chelsea tinha sido uma equipa extremamente competente e forte, na Champions é a segunda melhor defesa, ainda não perdeu. Estas derrotas servem de alerta. Preferia que tivessem vencido o último jogo, é a minha opinião. Estas situações fazem tocar a sirene e meter toda a gente mais alerta para o perigo. Não gosto muito destas derrotas.”





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial