Redação

Tópicos

Imprensa inglesa na expectativa para perceber quais as eventuais sequelas da discussão no treino do Chelsea.

Depois de um arranque quase perfeito ao leme do Chelsea, Thomas Tuchel tem enfrentado dificuldades a nível de gestão de emoções no plantel dos “blues” ao longo dos últimos dias, na sequência da surpreendente derrota (5-2) caseira frente ao West Bromwich.

Após a partida, segundo o The Telegraph, Azpilicueta e Reece James discutiram no balneário sobre questões relacionadas com o encontro de sábado e, no domingo, foi a vez de Kepa Arrizabalaga e Antonio Rudiger trocarem empurrões no treino, com o defesa alemão a ser mandado para os balneários mais cedo.

Agora, na antecâmara do encontro com o FC Porto, referente à primeira mão dos quartos de closing da Liga dos Campeões, a imprensa britânica refere que o treinador alemão tem em mãos a “grande decisão” desde que sucedeu a Frank Lampard no comando técnico do Chelsea, no closing de janeiro: incluir – ou não – Rudiger entre os eleitos para a partida com os dragões, agendada para quarta-feira.

A altercação com o guarda-redes Kepa terá sido iniciada pelo internacional germânico, que protagonizou uma entrada mais dura sobre o espanhol. Este não se deixou ficar e os dois tiveram que ser separados pelos colegas no apronto dos londrinos. O portal “Soccer London” escreve que Tuchel terá de optar por “punir” Rudiger ou tentar “não perturbar o delicado equilíbrio emocional” do plantel dos “blues”, numa altura em que avizinham grandes decisões.

Rudiger não atuou nas duas últimas partidas e o mesmo website acrescenta que seria expectável que fosse titular no jogo contra o FC Porto, em Sevilha. Agora, o caso poderá mudar de figura, numa altura em que Kanté é baixa confirmada no Chelsea e Christian Pulisic está em dúvida. Tem a palavra Thomas Tuchel.





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial