Guarda-redes argentino do Chelsea falou sobre o guardião do FC Porto, recordando uma recente entrevista do compatriota.

Willy Caballero, guarda-redes argentino do Chelsea, em entrevista à Yahoo Deportes, falou sobre vários compatriotas a jogar um pouco por todo o mundo, incluindo Agustín Marchesín, do FC Porto.

Questionado sobre o principal aspeto que se deveria considerar aquando de uma convocatória, a efetividade nas ocasiões em que jogam ou pelo nome, o guardião de 39 anos disse acreditar que não há uma espécie de fórmula perfeita, uma vez que as decisões serão sempre criticadas, e falou no jogador do FC Porto.

“A Argentina tem muitas variantes, o treinador será sempre criticado devido a quem ele convoca. Chiquito Romero fez um trabalho genial na seleção e mesmo assim foi muito criticado, porque não estava a jogar nas suas equipas. Agora Franco Armani está a sair-se bem. No FC Porto, Marchesín está muito bem”, começou por dizer.

“Sinto-me identificado com Emi Martínez e Marchesín, porque quando estava no Málaga, estava bem e eles [na seleção] não me reconheceram. Talvez tenhas de passar para um Manchester Metropolis ou Chelsea, ser suplente e, devido ao nome do clube, faz mais “barulho”. E não tem de ser assim, porque se estás num grande clube és bom, mas na liga mexicana há muitos bons guarda-redes, mas por causa do nome das ligas ou dos clubes, alguns são valorizados e outros não. Isso é o que me magoa. No outro dia estava a ouvir Marchesín [sobre o facto de ser mais reconhecido no México do que no seu próprio país] e também me sinto um pouco identificado com eles”, acrescentou.

Já sobre os três guarda-redes que levaria à Copa América, se fosse selecionador, Caballero salientou e enalteceu a quantidade de bons guardiões que tem a Argentina.

“Não sou treinador, não é o meu trabalho. Não vejo todos os guarda-redes argentinos, só alguns. Posso dizer que Marchesín está muito bem, o ‘Patón’ Guzmán também, no México. O meu colega do Aston Villa [Emiliano Martínez] está a partir tudo. Tanto Armani como Andrada estão muito bem. Devemos agradecer por termos um grande número de bons guarda-redes, que há alguns anos não existiam ou não eram tão reconhecidos”, concluiu.


Traduzido com a versão gratuita do tradutor – www.DeepL.com/Translator





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial