Redação

Tópicos

Treinador-adjunto do FC Porto após a vitória dos dragões no Algarve, sobre o Portimonense, por 2-1.

Muitas peças defensivas no Portimonense: “Acaba por ser um comportamento padrão de quem defronta o FC Porto. Para nós não é novidade, não é estranho. Quando abordamos a semana alertamos para essa possibilidade. É uma constante o que fazem contra o FC Porto. Linha defensiva muito robusta, com três centrais, gente por fora, dois médios defensivos, a agarrarem-se ao jogo. Não é condenável, o Portimonense faz o que acha que tem de fazer para tentar combater a arma forte do fc porto. tem a ver com intensidade, qualidade, nossa organização, com a forma como ferimos o adversário e arranjam esse antídoto para poder combater.”

Jogos de Sporting, Braga e Benfica: “Isso não conseguimos controlar, temos de fazer a nossa parte, fizemo-la, o nosso mapa orientador é esse, a nossa bússola, o que nos orienta e nos transfer somos nós, o nosso comportamento, a nossa paixão pelo jogo. O que tiver de acontecer nos outros campos acontecerá naturalmente.”

Confusão entre os treinadores: “Não quero falar sobre isso.”





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial