O FC Porto foi a Portimão arrancar mais três pontos à bomba. Graças a novo livre direto de Sérgio Oliveira, os Dragões venceram no Algarve por 2-1 e mantiveram a distância na perseguição à liderança da Liga NOS. No ultimate do embate da 24.ª jornada, Sérgio Oliveira descreveu a entrada na etapa complementar como apática, porém os campeões fizeram o que lhes competia: “Conseguimos reagir e fazer um golo, que é o mais importante.”

Sérgio Conceição tinha antecipado
“Sabíamos que ia ser um jogo bastante complicado, como o mister anteviu na conferência de imprensa. Entrámos um bocado à procura da melhor solução para chegar à baliza, conseguimos fazer um golo. Na segunda parte entrámos algo apáticos, mas conseguimos reagir e fazer um golo, que é o mais importante.”

Contra o vento e sete defesas
“Fica sempre difícil jogar contra sete defesas, principalmente na primeira parte em que tínhamos o vento a nosso favor. O passe na profundidade estava a sair-nos mais comprido do que o regular. Na segunda parte, contra o vento, jogámos melhor. Parece um contrassenso, mas é a verdade.”

De vitória em vitória
“O importante e ganhar os três pontos até ao fim. Seja ganhar 1-0, 2-0, 3-Zero ou neste caso 2-1.”





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial