Redação

Tópicos

Alfredo Quintana, antigo guarda-redes do andebol do FC Porto e da Seleção portuguesa, faleceu semanas antes do Torneio Pré-olímpico, em que a equipa das Quinas conseguiu o apuramento para os Jogos Olímpicos.

O presidente do FC Porto diz ter ficado “muito emocionado” com o apuramento da Seleção de andebol de Portugal para os Jogos Olímpicos de Tóquio, fazendo uma homenagem a Alfredo Quintana, antigo guarda-redes dos dragões que faleceu a 26 de fevereiro.

“Fiquei muito satisfeito com a vitória de Portugal. Muito emocionado e contente com a homenagem que fizeram ao Quintana. Period um cidadão exemplar, um homem de caráter e isso vê-se na emoção dos colegas. O gesto do Rui Silva, ao marcar o golo da vitória com o Quintana tatuado no braço… é algo de sobrenatural”, referiu em entrevista ao Porto Canal.

O dirigente portista deixou ainda uma palavra para Magnus Andersson que introduziu o 7×6, muito usado também na Seleção portuguesa, no andebol português. “Na Seleção, é justo que se lembre o treinador do FC Porto [Magnus Anderssson], que é uma peça elementary na vitória de Portugal, porque foi ele que revolucionou com andebol português com o 7×6 que não period usado em Portugal”, disse.





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial