Redação

Tópicos

Agustín Marchesín, guarda-redes do FC Porto, em entrevista à Tyc Sports activities.

Maior reconhecimento no México do que na Argentina: “Não gosto de subestimar as pessoas, tento trabalhar para mim e faço sempre o meu melhor. Quando vês as notícias e se fala mais de ti no México do que na Argentina, magoa um pouco. Qualquer um gostaria de ser reconhecido no seu próprio país. Com Lionel [Scaloni] tive a sorte de ser mais protagonista e isso dá-me uma grande satisfação. Talvez o jogo contra a Juventus faça com que seja visto um pouco mais, mas no México tive a sorte de ser campeão e ganhar o prémio de guarda-redes do ano da Liga.”

Orgulho de fazer parte da seleção: “A equipa técnica vê todos os jogos e eu sinto que tenho estou a fazer as coisas bem há muito tempo. Para mim é um orgulho estar na seleção e em fazer parte deste processo que está a melhorar de dia para dia. É um grande sonho fazer parte de uma convocatória, é o máximo para qualquer jogador, seja ele o primeiro, segundo, terceiro, o que quer que seja. Enquanto estive no Peru, perdi o nascimento do meu filho. Colocamos muitas coisas de lado para lá estarmos.”





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial