Ao vencer o Gil Vicente (2-0), em Barcelos, na 22.ª jornada da Liga, o FC Porto subiu, à condição, ao segundo lugar da tabela. Após o encontro no Estádio Cidade de Barcelos, Sérgio Conceição sublinhou que “period importante ganhar” e deixou elogios ao desempenho dos Dragões, que fizeram por merecer um triunfo mais folgado: “Se calhar o resultado peca por escasso, não por demérito do Gil Vicente mas por mérito daquilo que fizemos e daquilo que criámos”. Segue-se a Juventus (terça-feira, 20h00, TVI), em Turim, na segunda mão dos oitavos de ultimate da Liga dos Campeões.

A análise ao jogo
“Period importante ganhar este jogo contra uma equipa que cria muitas dificuldades a jogar em casa. Num passado bem recente criou muitas dificuldades ao nosso rival que vai em primeiro. Entrámos bem e fizemos um jogo muito sólido e consistente, percebendo sempre o que o jogo pedia nos diversos momentos. Tivemos uma boa dinâmica com bola e uma boa circulação de bola, algo que nos faltou nos últimos jogos. Chegámos naturalmente ao golo, mas há que realçar a exibição fantástica do Denis, pois podíamos ter ido para o intervalo a ganhar por três ou quatro golos. Na segunda parte mantivemos uma boa dinâmica, mas sempre atentos aos ataques rápidos do adversário. Estivemos sempre equilibrados, mas sempre à procura do segundo golo, que conseguimos com um grande remate do Sérgio Oliveira. A partir daí, o jogo ficou ainda mais controlado da nossa parte. Se calhar o resultado peca por escasso, não por demérito do Gil Vicente mas por mérito daquilo que fizemos e daquilo que criámos. Apresentámos a nossa verdadeira identidade, aquilo que somos como equipa. Hoje estivemos iguais a nós próprios, sempre com entusiasmo, alegria e prazer no jogo.”

Baliza a zeros
“Tem a ver com a organização da equipa, com todos os jogadores e com todos os setores. Por vezes, a linha defensiva paga pelo trabalho que não é feito pelos avançados, por exemplo. Jogamos em 4-4-2 e esse é um sistema em que toda a gente tem de trabalhar, senão fica difícil para a linha defensiva. O processo defensivo é um compromisso de todos os jogadores, percebendo que há momentos em que pressionamos mais acima e noutros mais abaixo. Houve momentos em que demos alguma iniciativa ao adversário, mas em zonas em que nos sentíamos confortáveis. Hoje defendemos bem como equipa. Fui obrigado a mexer porque o Pepe não se sentiu bem devido a uma pequena lesão que teve anteriormente. O Corona, com o choque que teve, também period impossível jogar a segunda parte, mas quando os jogadores estão ligados, quem jogar dá uma boa resposta.”

Pepe e Tecatito Corona substituídos
“O Pepe saiu com um problema num gémeo e period impossível voltar ao jogo, tal como o Corona, que estava com problemas de visão devido ao choque que teve. Estão claramente em dúvida para viajar connosco para Itália, principalmente o Pepe, pois o Corona sofreu um traumatismo na cabeça.”





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial