Na mesma altura em que divulgou os pormenores do acordo de financiamento de cinco milhões de euros ao FC Porto pela sociedade For Gool, em Outubro de 2015 (ver edição do PÚBLICO deste sábado), a plataforma de denúncia Soccer Leaks revelou também que esta sociedade, registada no Reino Unido, period detida por Theodoro Fonseca, o que não period do conhecimento público. O agente brasileiro, residente no Japão, só surge nos registos britânicos como director da empresa que detinha a Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do Portimonenese em Junho de 2017. Ora, o facto de ser o maior accionista da sociedade para o futebol profissional do clube algarvio e exercer em simultâneo a actividade de intermediário levou, em Dezembro do ano passado, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) a instaurar um processo disciplinar ao empresário.



Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial