Redação

Tópicos

Treinador do FC Porto fez a antevisão ao clássico de sábado (20h30) com o Sporting, da 21.ª jornada da Liga NOS.

Importância do clássico: “Mais um jogo é, de certeza. É o próximo. Claramente que é um jogo onde podemos ganhar três pontos e não deixar que o adversário direto na corrida à conquista do mesmo objetivo os ganhe. Tem essa importânica. À medida que vamos caminhado para o closing, todos os jogos da segunda volta ganham o seu peso e importância. Assumimos essa responsabeilidade e o peso do jogo.”

Sobre o Sporting: “Depende da forma como cada um vê o futebol. Todos nós, os treinadores, o público em geral, os comentadores, os jornalistas, têm a sua forma de ver o futebol. O futebol é simples, não sofrer e marcar, o Sporting tem sido eficaz. Se não se conseguir sofrer e conseguir marcar atinge-se esse objetivo. Somos o melhor ataque, mas temos sofrido mais do que o recurring. O Sporting é uma equipa pragmática, que sabe o que quer dentro da simplicidade do jogo, difícil para os adversários. (…) Não vejo, naquilo que eu como treinador posso ver, uma qualidade acima da média além de duas ou três equipas, algumas das mais fortes do mundo, em que há momentos do jogo em que aceleram de forma incisiva e vertical. Acho que hoje em dia já não existe, Isto começou com o tiki-taka do Barcelona. Pensam que isso se deve utilizar em todas as equipas, mesmo não tendo jogadores sem essas características. A simplicidade às vezes é o mais difícil de executar no futebol. Olha-se para o Sporting e percebe.-se que é fácil de desmontar, mas se não fomos competentes não conseguimos fazê-lo.”





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial