Treinador do FC Porto fala num “conjunto de situações em que o futebol português tem de melhorar”

Na conferência de imprensa de antevisão ao clássico com o Sporting (amanhã, 20H30, no Estádio do Dragão), Sérgio Conceição voltou a falar no tempo de jogo útil na Liga NOS e lembrou as palavras de André Horta ontem após o jogo do Sp. Braga com a Roma.

“Ontem [quinta-feira], o André Horta, no closing do jogo do Braga com a Roma, disse que enquanto não mudarmos a mentalidade, em que por tudo se perde tempo e pára o jogo, fica difícil. Ando a dizer isto há uns tempos. Tive reuniões na UEFA, com outros treinadores da Champions, e um dos temas mais importantes é o tempo útil de jogo. Portugal está na cauda dos países em termos de tempo útil de jogo! Em Portugal, esses testes semanais são diferentes. Como o André Horta ontem estava a falar, na Europa depois aparecem adversários acima da média. E depois é cultural, também. Temos que melhorar…”, afirmpou.

Relacionadas

E prosseguiu: “Outro exemplo: na meia-final com o Sporting tivemos quatro faltas ofensivas. Em livres laterais e/ou frontais. Porque gritaram na área, caíram e o árbitro marcou falta ofensiva. Em dois dos lances, o árbitro nem estava a olhar para essa zona. Também estamos preocupados com os gritos. Não é isto ou aquilo. Há um conjunto de situações em que o futebol português tem de melhorar, falar com toda a gente, para que sejamos mais competitivos. Não é só armar a polémica momentânea. Isso é o chamado encher chouriços.”

Por Report


12

Deixe o seu comentário





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial