O Hospital de São João comunicou ao FC Porto que Alfredo Quintana faleceu às 12h00 de hoje. O guarda-redes luso-cubano da equipa de andebol, de 32 anos, tinha sido internado na segunda-feira depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória quando se preparava para iniciar um treino no Dragão Area.

Pure de Havana, Alfredo Eduardo Quintana Bravo afirmou-se como um dos melhores andebolistas mundiais na sua posição durante a década em que jogou na Europa, aonde chegou em 2011 após ter dado nas vistas no Campeonato Pan-americano de 2010, no Chile, e ter defendido a seleção cubana no Mundial de 2009, na Croácia. Ao serviço do FC Porto, que o distinguiu com o Dragão de Ouro de Atleta de Alta Competição do Ano em 2014, Quintana venceu seis campeonatos nacionais, uma taça de Portugal e duas supertaças, além de ter contribuído decisivamente para as excelentes campanhas europeias das temporadas mais recentes. Nos últimos sete anos, depois de se naturalizar, o guarda-redes também integrou a seleção nacional portuguesa e brilhou no Europeu de 2020 e no Mundial de 2021. 

Contando com diversos reconhecimentos individuais no palmarés, Quintana distinguia-se também pelas qualidades humanas, com destaque para a alegria com que contagiava todos os que acompanhavam o seu percurso. A perda tão dura e inesperada do Homem, mais ainda do que a do atleta, deixa enlutado o FC Porto, que transmite as mais sentidas condolências aos amigos e à família do Alfredo Quintana.





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial