Bruno Filipe Monteiro

Tópicos

Miguel Herrera orientou o guarda-redes no América.

A exposição de Marchesín a uma elevada taxa de remates não é nada a que não estivesse habituado no México, tanto pelo Santos Laguna como pelo América. E tal como os adeptos do FC Porto têm visto, também na liga daquele país fazia a diferença, acabando por ganhar a admiração de Miguel Herrera, seu ex-técnico no América.

“As defesas que o Marchesín tem feito demonstram o porquê de ser um guarda-redes de equipa grande”, começou por dizer o treinador, numa curta conversa com O JOGO.

“Pode dizer-se, sem dúvida nenhuma, que o Marchesín ganha jogos e que pode levar uma equipa a ganhar títulos”, acrescentou, depois de confrontado com as ações decisivas do portista com o Marítimo e do registo invicto nos sete clássicos em Portugal (cinco vitórias e dois empates). “Aqui no México também ganhou muitos. É um líder nato e também aí se vê a sua importância”, referiu, antes de entrar numa reunião.





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial