Miguel Braga mostrou-se esta segunda-feira muito crítico em relação à facilidade com que são marcados penáltis a favor do FC Porto, um dos quais confirmou a vitória dos dragões no terreno do Marítimo, depois de outro ter garantido o empate frente ao Boavista.

“O FC Porto conseguiu vencer com o 12º penálti que foi marcado esta época a seu favor. São 12 penáltis em 20 jogos, o que quer dizer que, em 60 por cento dos jogos, o FC Porto tem um penálti a seu favor”, contabiliza o responsável pela comunicação do Sporting, no canal do clube, tirando outra conclusão importante.

Relacionadas

O lance do penálti que permitiu ao FC Porto chegar ao empate diante do Boavista

“Relembro que, quando terminou a primeira volta, o FC Porto tinha os mesmo penáltis que o Sp. Braga, o Sporting e o Benfica juntos. Atualmente, já consegue ter mais, o que é uma coisa extraordinária”, verifica Miguel Braga, não deixando de salientar o registo incrível de Francisco Conceição, o filho do treinador do FC Porto.

“Há ainda uma particularidade. Tem-se falado muito do novo jogador do FC Porto e ele está com uma média extraordinária de penáltis sofridos. Em 40 minutos, o Francisco Conceição já conseguiu ter dois penáltis por faltas cometidas sobre si, o que, se não é um recorde, é no mínimo um número muito interessante”, constata o responsável leonino, congratulando-se com o facto de o Benfica ter vindo a terreiro, exigir que as comunicações entre o árbitro e o vídeo-árbitro sejam tornadas públicas. Mas…

O penálti conquistado por Francisco Conceição que valeu a vitória ao FC Porto

“Fico satisfeito por o Benfica vir à nossa causa. Mais vale tarde do que nunca. No entanto, este é um pedido peculiar ou estranho, por ser altamente seletivo”, ressalva Miguel Braga, prosseguindo: “Em jogos em que acham que têm razão, pedem para ouvir o áudio e para que a comunicação do VAR seja pública. Não é uma questão de… quando nos dá jeito queremos ouvir as comunicações do VAR.”

“Por uma questão de transparência, por uma questão de principio as comunicações deviam ser audíveis!”, prossegue o responsável leonino, acrescentando: “O Sporting tem-se batido, ao longo dos últimos meses, por isso, já fez comunicados por causa disso, espero que o Benfica deixe de ser tão seletivo e perceba que é uma questão de transparência e um valor world para o futebol. Não deve ser utilizado quando alegadamente achamos que teremos razão para ouvir aquelas comunicações.”

Relativamente ao encontro do próximo sábado, Miguel Braga apresenta apenas uma certeza. “Se o Sporting ganhar o jogo não é automaticamente campeão, se perder o jogo também não deixa de ficar à frente”, confirma o responsável pela comunicação do clube de Alvalade.





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial