O Supremo Tribunal Administrativo (STA) confirmou multas aplicadas pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol ao FC Porto, assim como ao seu diretor de comunicação, Francisco J. Marques, por declarações feitas em 2019 num programa televisivo sobre o Benfica.

Em causa estão declarações feitas por Francisco J. Marques no Porto Canal, colocando em causa a legitimidade do título da época 2018/2019, chegando mesmo a afirmar que alguns árbitros tinham decidido «entregar o título de campeão ao Benfica».
 

O Conselho de Disciplina da FPF aplicou multa de 14.340 euros a Francisco J. Marques, tendo sancionado também o FC Porto com multa de 15.300 euros, sentença que foi entretanto anulada após recurso dos dragões ao Tribunal Central Administrativo Sul e ao Tribunal Administrativo do Desporto (TAD).

Agora, porém, num acórdão ao qual A BOLA teve acesso, o STA considera que o FC Porto não foi capaz de demonstrar através de prova suficiente que algumas das expressões utilizadas não são atentatórias da imagem e reputação dos árbitros visados, concluindo que a sanção disciplinar «foi corretamente aplicada».



Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial