Treinador do FC Porto comentou empate com o Boavista, no Estádio do Dragão, 2-2.

Opções erradas: “Falhei. Como treinador falhei. Quando prevejo que o Boavista, que contra o Sporting utilizou uma linha de cinco, e contra nós também é traditional o adversário vir mais coberto na sua retaguarda, tudo bem, não há problema cabe-me a mim encontrar soluções. Foi o que tentei fazer, com o Fábio [Vieira], que com bola outline bem, joga bem. Muita largura com João Mário e Manafá e ter gente por dentro, Mehdi e Corona. E gente na profundidade, com Marega. Dentro disto há toda uma dinâmica, pedida aos jogadores, e sem dúvida nenhuma, assumo que não tomei as melhores opções. Faz parte da vida do treinador e estou aqui para assumir isso.”

Jogadores com a cabeça já na Juventus? “Não quero falar da Juventus, é outro jogo, outra competição, a mais importante é esta, é hoje. E quem não percebe o que é estar no FC Porto, como nós não percebemos na primeira parte, não dignificamos a camisola do FC Porto, não pode estar no nosso grupo. Cabe-me a mim tomar essas decisões. Independentemente de ser um jogador feito no clube, se é estrangeiro, tenha 40 anos ou tenha 20.”

Título fica muito longe se o Sporting vencer? “Isto é o campeonato, não acabou, vamos à procura. Tenho um grupo de homens capaz de dar a volta e dar luta até ao fim, não tem sido fácil, e não só pelo que não temos feito dentro de campo. Até esta primeira parte, na minha opinião, tínhamos sido uma equipa, em termos de consistência, muito valiosa, e vamos continuar a sê-lo.”





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial