A SAD do FC Porto apresentou nesta quarta-feira os resultados consolidados do primeiro semestre da época 2020/21, no qual alcançou um resultado líquido positivo de 34,450 milhões de euros. O ativo do clube também recebeu um aumento substantivo, passando a ser de 380,339 milhões de euros, mais 79,699 milhões face ao verificado a 30 de junho.

Apesar dos efeitos da pandemia e da impossibilidade de obter receitas com a venda de bilhetes e lugares corporativos no Estádio do Dragão, os proveitos operacionais (excluindo passes dos jogadores) cresceram substancialmente, sobretudo devido à participação do FC Porto na edição de 2020/21 da Liga dos Campeões, e atingiram os 94,777 milhões de euros.

Os custos operacionais também cresceram neste período, devido ao aumento dos custos com pessoal, já que esta rubrica inclui os prémios referentes à temporada passada e que penalizaram o resultado em 9,498 milhões. O contributo das rubricas relacionadas com a transação de passes de jogadores foi muito positivo, na ordem dos 28,185 milhões de euros.





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial