Fala em algo “extremamente grave”

O Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) condenou “de forma veemente” as ameaças de morte de que Luís Godinho foi alvo após o Sp. Braga-FC Porto de ontem, desejando que “as autoridades policiais sejam capazes de intervir e levar perante a justiça quem age desta forma vil.”

O CA revela ainda que “voltaram a ser disponibilizados nas redes sociais os contactos telefónicos de árbitros, o que constitui um incitamento à violência e um insuportável atentado à privacidade e serenidade dos agentes de arbitragem.”

O CA classificada o episódio como “extremamente grave” e espera que “todos os clubes e agentes desportivos” repudiem o sucedido.

Paredes da Cidade do Futebol vandalizadas durante a noite

Comunicado do Conselho de Arbitragem da FPF:

“O Conselho de Arbitragem foi informado pelo árbitro internacional Luís Godinho da existência de ameaças, que também foram feitas a familiares, no seguimento do jogo desta quarta-feira à noite, em Braga.

As ameaças recebidas estão a ser tratadas como algo extremamente grave.

Também nas últimas horas, voltaram a ser disponibilizados nas redes sociais os contactos telefónicos de árbitros, o que constitui um incitamento à violência e um insuportável atentado à privacidade e serenidade dos agentes de arbitragem.

O CA condena de forma veemente estas ameaças, que infelizmente não são uma novidade no futebol nacional, e deseja que as autoridades policiais sejam capazes de intervir e levar perante a justiça quem age desta forma vil.

Todos os clubes e agentes desportivos devem unir-se e repudiar, de forma inequívoca e firme, este tipo de ameaças. Estamos certos de que tal sucederá.”

Por Document


75

Deixe o seu comentário





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial