O diretor de comunicação do FC Porto revelou no Porto Canal que o clube azul e branco recebeu uma resposta positiva do organismo europeu a uma carta enviada pela SAD

O FC Porto está um passo mais perto de deixar as restrições ditadas pelo honest play financeiro da UEFA, revelou esta terça-feira, Francisco J. Marques. “Isto vai aparecer no web site da UEFA um destes dias e por causa disso é que estamos a avisar desde já os nossos adeptos. Isto não tem qualquer tipo de pena nem qualquer tipo de incumprimento. Reafirmamos neste momento: assim a pandemia o permita, o FC Porto irá sair do fair-play financeiro no ultimate desta época. Só não posso garantir a cem por cento por causa da pandemia porque não sabemos se as competições vão concluir-se. Correndo a época normalmente – como até agora, que não é normalmente, porque não há público -, o FC Porto sairá do fair-play financeiro”.

O diretor de comunicação explicou no Porto Canal que o clube azul e branco recebeu uma resposta positiva do organismo europeu a uma carta enviada pela SAD, na qual o FC Porto revelava que apresentaria prova de dívidas saldadas a 15 de dezembro, em face da situação provocada pela pandemia. Recorde-se que as regras de licenciamento UEFA obrigam os clubes a apresentar prova de dívidas saldadas até 15 de setembro.

O FC Porto, explicou Francisco J. Marques, relembrou a UEFA que a última época e a nova resvalaram no tempo e que o mercado só fechara no início de outubro. Na resposta, a UEFA destacou o facto do FC Porto ter cumprido com com a promessa de 15 de dezembro, pelo que não irá agir disciplinarmente. Ainda assim, o FC Porto receberá um aviso do organismo europeu, automático pelo incumprimento de 15 de setembro.

“O licenciamento das provas da UEFA decorre todos os anos para a época seguinte. Normalmente, em setembro é necessário fazer um sem número de demonstrações relativas para se obter um licenciamento para o ano seguinte. Este ano, com a pandemia, o FC Porto enviou, na altura, uma carta à UEFA a dizer o que normalmente se faz em setembro pedimos para que deste ano seja adiado para mais tarde porque a época de transferências ainda não terminou nem sequer o mercado fechou, portanto é esperar por isso e enviaremos toda a documentação até 15 de dezembro. Assim foi, o FC Porto enviou tudo até 15 de dezembro e a UEFA agora, finalmente, respondeu, dizendo que tendo as circunstâncias excecionais causadas pela pandemia e o impacto económico que teve em todos os clubes, porque esta situação não é vivida unicamente pelo FC Porto mas por um sem número de clubes por essa Europa fora, tendo em conta o impacto adverso nos clubes de futebol, o Membership Monetary Management Physique decidiu que este não period um caso de incumprimento, apesar de não ter respeitado a knowledge de 15 de setembro e ter enviado até 15 de dezembro, não é um caso de infração, que não iria haver decisão disciplinar sobre isto, iria haver apenas um aviso e que o assunto ficava encerrado”, disse Francisco J. Marques no Porto Canal, esta terça-feira.





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial