André Morais/Ana Luísa Magalhães

Tópicos

Em exclusivo a O JOGO, Alex fala sobre os primeiros meses em Manchester, faz a análise ao FC Porto que deixou, desfaz-se em elogios ao sucessor e conta tudo o que foi sentindo num defeso muito agitado.

Alex Telles não precisou de pensar para aceitar de imediato o desafio que O JOGO lhe propôs: dar a primeira grande entrevista desde que trocou o FC Porto pelo Manchester United, em outubro.

O “carinho e gratidão” que guarda pelos dragões, repetido várias vezes nas próximas linhas, foram também parte dos motivos que encontrou para explicar por que aceitou um novo desafio e para contrariar quem escreveu que o brasileiro forçou a saída. É mentira, garante, com a mesma convicção com que se debruça sobre a atualidade dos azuis e brancos, desde Zaidu, que chegou para lhe suceder, a Otávio, Corona e Sérgio Oliveira, que vê melhor do que nunca. Por fim, o United, onde encontrou um tremendous Bruno Fernandes e onde já se afirmou.





Supply hyperlink

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial